• Dr Caio Catalani

Dermatite de contato: alergia ou irritação?


OK! Seu cão foi diagnosticado pelo seu veterinário com dermatite de contato! Até aqui tudo certo... mas qual: alérgica ou irritativa? Definir isso pode ser muito importante para o sucesso do tratamento da doença do seu Pet!


A dermatite de contato alérgica ocorre em cães como uma reação de hipersensibilidade a certas moléculas no ambiente em que seu animal habita. Já a dermatite de contato irritante resulta quando a pele é exposta a substâncias nocivas presentes neste ambiente. Os sintomas e os mecanismos biológicos envolvidos nestas duas doenças são semelhantes, de modo que muitas vezes são discutidos juntos.

O que é a dermatite alérgica de contato?

A dermatite de contato alérgica é uma doença rara, que ocorre quando a pele de um animal reage em excesso a certas moléculas pequenas presentes no meio ambiente, geralmente proteínas ou carboidratos especificamente reconhecidos pelo organismo presentes em matérias orgânicas ou raramente a íons metálicos. Substâncias que podem causar dermatite de contato alérgica incluem certos medicamentos, alimentos, borrachas naturais e raramente metais.

O que é uma dermatite de contato irritante?

A dermatite de contato irritante ocorre quando a pele é exposta a produtos químicos extremamente irritantes, algumas seivas vegetais, sais, produtos de limpeza, etc., sem que haja envolvimento do sistema imunológico do animal.

Como essas duas doenças são diferentes?

A dermatite de contato alérgica afeta apenas aqueles animais com hipersensibilidade à tal molécula envolvida. A dermatite de contato irritante afetaria todos os cães expostos ao irritante.

A dermatite alérgica requer exposições múltiplas à molécula antes que ela se desenvolva. Raramente ocorre em animais com menos de dois anos de idade. A dermatite de contato irritante geralmente ocorre em animais jovens curiosos que entram em coisas que não devem.

Quais são os sintomas de dermatite de contato alérgica e irritante?

As lesões geralmente ocorrem nas áreas da pele com menos pelos, mais desprotegidas, e diretamente expostas às moléculas ofensivas. Isso geralmente significa a parte de trás das patas, abdômen, focinho e lábios. As áreas afetadas são muito vermelhas, têm pequenas pápulas (elevações) ou vesículas (lesões semelhantes a bolhas) e coceira. Na dermatite de contato irritante podem aparecer úlceras.

Como diagnosticar a dermatite de contato alérgica e irritante?

A história e exame físico geralmente podem indicar o que está acontecendo. Para isolar o alérgeno (molécula que causou a dermatite), os ensaios de exclusão são freqüentemente realizados. Nessas provas, o animal é restrito a uma sala sem tapetes e carpetes ou mantido fora da grama, por exemplo, de acordo com a suspeita do alergista veterinário. Se a condição do animal melhorar, os alérgenos potenciais são lentamente introduzidos um a um até definir o agente responsável.

O alergista veterinário também pode realizar um teste chamado "patch-teste". Este exame é realizado pelo Instituto Veterinário de Alergia Allergen. Neste teste, uma pequena quantidade do alérgeno suspeito é aplicada sobre a pele do animal e é monitorada durante 2-5 dias para uma avaliar a presença de reação.

Como são gerenciados os animais de estimação com dermatite de contato alérgica ou irritante?

A chave para gerenciar esta condição é remover ou restringir a exposição ao alérgeno ou irritante de contato no ambiente do animal de estimação. Junto a isso, o alergista veterinário pode lançar mão de alguns produtos para melhorar a condição da pele do animal e controlar o processo inflamatório.

Como regra geral, para qualquer animal de estimação suspeito de ter um problema de alergia que possa incluir um componente de contato alérgico, recomendamos:

- Tigelas de alimentos e água de vidro ou aço inoxidável, limpas e enxaguadas diariamente;

- Detergentes hipoalergênicos para roupa de cama do animal de estimação;

- Xampús hipoalergênicos de rotina para o animal de estimação para remover qualquer alérgeno da pele e pelos

*IMPORTANTE: um xampú que pode ser hipoalergênico para um animal pode ser alergênico para outro! Por exemplo xampús com aveia! Apesar de muito indicados como controle da coceira em animais alérgicos, pode ser a causa do problema em animais sensibilizados a ela! Apenas o alergista veterinário pode confirmar através da anamnese e de testes alérgicos, qual o melhor xampú para o seu animal!

- Restringindo as caminhadas para calçadas ou superfícies pavimentadas, evitando a grama.


323 visualizações

Atendimento e contatos

Horário de atendimento:

Atendemos de segundas à sextas das 8:00 h às 18:00 h e aos sábados das 9:00 h às 14:00 h.

 

Todas as consultas de especialidades são previamente agendadas. Para marcações, utilize um de nossos canais de atendimento:

 

Fone: (13) 3061-2414

WhatsApp: (13) 97415-3787

Endereço: Rua Frei Vital, 05 | Embaré | Santos | SP | 11025-090

Se preferir, envie-nos um email

© 2020 Allergen®. Todos os direitos reservados.