• Dr Caio Catalani

Atopia canina: remédios ou imunoterapia?

Existem várias opções de medicamentos de curto prazo para ajudar a controlar os sintomas alérgicos do seu cão. Atualmente, três categorias principais de produtos fornecem soluções de curto prazo. Embora não combatam a causa raiz, eles fornecem conforto ao suprimir as reações alérgicas, mas a maioria vem com efeitos colaterais. Por outro lado, existe uma opção eficaz e natural: a imunoterapia para alergias.


Uma grande variedade de drogas como corticóides, Apoquel®, Cytopoint® e Cyclavance®, que muitas vezes funcionam muito bem, é prescrita rotineiramente. Mas ao assumir um destes tratamentos a longo prazo (na maioria das vezes, pela vida toda do animal), você pode não estar fazendo a melhor escolha para a saúde do seu cão. Isso por que a longo prazo elas prejudicam funções vitais importantes do organismo animal, algumas com efeitos irreversíveis. Também é muito difícil desmamar um cão destas drogas sem que os sintomas retornem.

A boa notícia é que existem abordagens eficazes e seguras a longo prazo que podem mudar o futuro da doença alérgica do seu cão. Entenda o papel das principais opções disponíveis no tratamento das alergias em cães.

Ciência, tecnologia e natureza unidas: menos medicamentos e mais qualidade de vida para seu cão!


Como funcionam os corticóides

A terapia com corticóides é uma solução de curto prazo bem sucedida, mas o uso prolongado pode ter desvantagens significativas. Os corticóides reduzem a inflamação, reduzindo a coceira. No entanto, eles também afetam todos os órgãos do corpo. Os corticóides devem ser considerados principalmente em casos mais graves, durante as fases iniciais do tratamento, ou como um último recurso de curto prazo para o desconforto extremo. Os efeitos colaterais incluem aumento da sede e apetite, aumento da necessidade de urinar e mudança de comportamento. O uso a longo prazo pode resultar em diabetes, diminuição da resistência a infecções e aumento da suscetibilidade a convulsões.

Como funciona o Apoquel® (Oclacitinib)

Oclacitinib / Apoquel® é um medicamento que impede o sinal de coceira de chegar ao cérebro. Ele bloqueia os sistemas de sinalização que afetam várias centenas de funções diferentes no corpo. Embora a droga possa ter sucesso em bloquear os sinais de coceira e aliviar os sintomas por um curto período, ela não trata a doença alérgica subjacente e afeta negativamente outras funções imunológicas importantes, como a capacidade do corpo de combater infecções.


Como funciona o Cyclavance® (Ciclosporina A)

Ciclosporina / Cyclavance® é um medicamento imunossupressor. Ela suprime o sistema imunológico de cães, gatos e humanos. Os efeitos imunossupressores da ciclosporina foram descobertos na Suíça em 1972 e foi usada com sucesso na prevenção da rejeição de órgãos em transplantes renais e, posteriormente, nos transplantes hepáticos. A ciclosporina também é usada para uma variedade de doenças de pele em humanos e animais de estimação. Ela bloqueia a atividade de células T, com papel importante nas rejeições de órgãos, mas também no combate a tumores e infecções causadas por vírus e bactérias, suprimindo a capacidade de resposta imunológica. Leva um mês para entrar em vigor. Um efeito colateral comum é desconforto gastrointestinal.


Drogas imunossupressoras devem ser usadas apenas por curto prazo

Esses medicamentos, corticóides, Apoquel® e Cyclavance® têm como alvo o sistema imunológico de várias maneiras para impedir que seu animal de estimação perceba a coceira. Como afetam vários sistemas do corpo, são apenas para uso de curto prazo.


Como funciona o Cytopoint® (Lokivetmab)

A terapia biológica baseada em anticorpos monoclonais é a mais nova ferramenta para o alívio da coceira por curtos períodos. Lokivetmab / Cytopoint® é injetado na clínica e geralmente fornece alívio por cerca de 4 semanas. O Cytopoint neutraliza uma proteína específica que ajuda a enviar sinais de coceira do local da inflamação alérgica através do sistema nervoso para o cérebro. Como todos os outros medicamentos sintomáticos, ele apenas proporciona alívio da coceira - não trata a causa da alérgia.

O Lokivetmab/Cytopoint® é uma molécula caninizada. Isto quer dizer que uma parte da sua molécula não é natural ao organismo canino. Com o tempo o sistema imune do cão pode passar a reagir contra ele inativando seus efeitos permanentemente.

Não há estudos independentes disponíveis sobre os efeitos colaterais após o uso prolongado de Lokivetmab / Cytopoint®. É mais usado como terapia de curto prazo para o alívio da coceira em conjunto com a fase inicial de desenvolvimento da imunoterapia ou para ajudar a controlar surtos ocasionais que vêm com doença alérgica crônica.

Natural é melhor!

As empresas farmacêuticas se concentraram nos efeitos imunossupressores e anti-inflamatórios, vendo-os como uma forma perfeita de tratar alergias, entretanto, nenhuma destas classes de medicamentos trata as causas das alergias, apenas mascaram os sintomas.

Basta dizer que o caminho natural é um caminho melhor do que tais drogas imunossupressoras. Isto é o que diferencia o alergista veterinário de outras especialidades: o tratamento com base no combate às causas das alergias nos animais de companhia.


Combatendo a causa da alergia

Existem duas maneiras naturais de controlar as alergias combatendo diretamente suas causas: o controle ambiental e a imunoterapia.

Uma forma eficaz de tratar a alergia é evitá-la. A redução ou mesmo eliminação do contato do cão com aquilo que lhe causa alergia, por vezes, pode ser alcançada através de cuidados em relação ao ambiente em que ele vive. Entretanto, para cada tipo de alérgeno (substância responsável pelos sintomas alérgicos) existem medidas de controle ambiental a serem tomadas, sendo importante a identificação de tais agentes causadores através dos nossos testes alérgicos.

Agende o teste alérgico do seu cão.

No entanto, o controle ambiental pode ser um desafio em alguns casos. Muitos alérgenos, como os ácaros da poeira doméstica, pólens de grama e árvores, podem ser difíceis de evitar em determinadas situações, assim como também é difícil evitar a alergia a vários alérgenos ao mesmo tempo. Nestes casos há a indicação da imunoterapia com alérgenos, comumente chamada de vacinas para alergias.

Imunoterapia com alérgenos – a especialidade do alergista veterinário

A imunoterapia com alérgenos é a principal ferramenta do alergista veterinário no combate às causas das alergias em cães e gatos. É uma solução segura, eficaz e de uso prolongado. Depois de determinar a que o cão, gato ou cavalo é alérgico através de nossos testes de alergia, a imunoterapia com alérgenos mantém a alergia sob controle garantindo que os sintomas sejam bastante reduzidos ou mesmo eliminados.


Como funciona a imunoterapia com alérgenos?

A terapia com alérgenos funciona administrando doses repetidas de alérgenos, estimulando assim uma resposta imunológica no corpo que leva ao aumento da tolerância imunológica. É o único tratamento que altera o curso da doença alérgica ao mesmo tempo que reduz os sintomas da alergia a níveis compatíveis com a qualidade de vida. A imunoterapia oferecida pelo Instituto AllerGen está disponível em duas apresentações: vacinas injetáveis (injeções subcutâneas) e vacina sublinguais em gotas (ou spray oral).

A imunoterapia é feita sob medida para cada paciente, com base nos alérgenos identificados por meio de nossos testes de alergia. A taxa de eficácia da terapia com imunoterapia é de cerca de 75%. A maioria dos pacientes vê melhorias em alguns meses. A terapia com nossas vacinas praticamente não tem efeitos colaterais e pode, portanto, ser administrada por longos períodos ou mesmo por toda a vida do animal, se desejado. O cumprimento do plano de tratamento de alergia do paciente é fundamental. O cumprimento rigoroso do cronograma de tratamento irá acelerar a recuperação do animal e o alívio da alergia.


Outras medidas de tratamento necessárias


Em conjunto com a imunoterapia, o banho pode ajudar a aliviar a coceira e remover alérgenos ambientais da pele do animal. É fundamental escolher o shampoo certo, pois banhos frequentes com o produto errado podem ressecar a pele o que também reforça a importância do uso de hidratantes nestes cães. Além disso, na dependência de cada caso podem ser necessárias outras medidas como dietas especiais, uso de ácidos graxos essenciais, entre outras estratégias para estimular o sistema imunológico, importantes no apoio à saúde da pele. O alergista veterinário está capacitado para indicar o melhor tratamento para cada caso. Agende uma consulta.

Principais fatos sobre o tratamento das alergias em cães:

  • Outros tratamentos além da imunoterapia devem ser restritos apenas ao uso de curto prazo por conta dos efeitos colaterais;

  • Medicamentos fornecem alívio sintomático, mas não conseguem tratar as causas da alergia;

  • As soluções de alergia de curto prazo podem ser usadas em conjunto com a imunoterapia em suas fases iniciais ou após as crises alérgicas;

  • A imunoterapia é segura, eficaz e bem reconhecida para uso a longo prazo.

  • Em conjunto com a imunoterapia, os banhos e a hidratação são medidas necessárias para a saúde da pele.

71 visualizações0 comentário